Efeito da Lua nas plantas e ervas

Efeito da Lua nas plantas

Os vegetais são diretamente influenciados pela natureza. A lua e o sol são os astros que muito influenciam a absorção do Prana e devemos conhecer estas influências.

Dentre as quatro fases lunares, que tem duração de sete dias cada, temos duas fases que chamamos de quinzena positiva, propícia para a colheita de ervas para rituais diversos na Umbanda (banhos, defumações, etc.) e nas outras duas temos a quinzena negativa, pois a concentração de éter, nas folhas, frutos e flores, é muito baixa.

Os vegetais são de maneira geral, condensadores das energias solares e cósmicas. Há ervas que recebem influxos mais diretos de certos planetas ou luminares, sendo, portanto, ervas particulares desses planetas. Os corpos celestes são a concretização de certas Linhas de Forças de um determinado Orixá, assim, por extensão, temos ervas de determinado Orixá.

LUA

Lua Nova:

Esta fase lunar caracteriza-se pela “ausência” da lua. É a primeira fase da quinzena positiva, pois o éter vital concentra-se na parte superior do vegetal, isto é, nas folhas, frutos, flores e caules superiores. Assim, é uma das fases propícias para a colheita de elementos vegetais.

Lua Crescente:

É a fase complementar, ou segunda fase da quinzena positiva. O éter vital, ou corrente Prânica, ainda está nas folhas, flores e frutos. Está se dirigindo das extremidades das plantas para o seu centro.

Lua Cheia:

É a fase que está na quinzena negativa, não sendo o melhor ciclo para a colheita de ervas, para efeitos ritualísticos, pois o Prana ou éter vital está no caule principal e dirige-se às raízes, para completar o ciclo.

Lua Minguante:

Nesta fase lunar, o Prana concentra-se na raiz, vitalizando-a, permitindo que ela extraia os nutrientes necessários do solo.

Não é uma fase propícia para a colheita de ervas, pois está na quinzena negativa.

COLETA:

Se for possível coletar pessoalmente as ervas, o melhor horário será logo ao amanhecer.

Pede-se licença ao Orixá Ossãe e Oxossi, pois esses são, respectivamente, os Orixás das

plantas e ervas medicinais e ritualísticas e o Senhor das matas e florestas em geral.

É importante, que no instante em que forem retirar as ervas, mentalizem e peçam para que,

na finalidade desejada, possam usufruir todas as energias, que estão contidas nestes vegetais.

Sugestões para melhorar os atendimentos mediúnicos

atendimentos mediúnicos

PEQUENAS SUGESTÕES PARA MELHORAR NOSSOS ATENDIMENTOS MEDIÚNICOS

Ter a oportunidade de conversar com uma entidade incorporada em um médium comprometido com a espiritualidade é um privilégio para o consulente, para o médium e até mesmo para o próprio guia. Independente da condição em que nos encontramos todos, sem exceção, estamos em evolução e o que diferencia a evolução de cada um são nossos pensamentos, sentimentos, palavras e ações, enfim, as atitudes e posturas do nosso cotidiano. Quando vamos ao terreiro sempre vamos em busca de algo e muitas vezes esquecemos que esse algo não vai vir de fora, não vai cair do céu. Com certeza vai depender do nosso merecimento e do nosso trabalho. Outra coisa comum de se esquecer é que nenhuma situação se forma da noite para o dia. São longos períodos sem ação e sem reflexão que exigem persistência e equilíbrio para superação das condições adversas. Dificilmente uma situação que demorou muito tempo para se formar, se resolverá numa única consulta mediúnica.

Dependendo da ótica que você lê esse texto, pode ficar a impressão de passividade e de que sempre estamos errados. Que temos que ter paciência, que temos que ser resignados. Sim, temos que trabalhar tudo isso, mas se você, assim como eu, prefere ter uma atitude mais participativa, mais ativa, podemos pensar em algumas ideias para melhorar nossos atendimentos com os guias espirituais.

Algumas sugestões:

1) Organize seus pensamentos – Antes mesmo de chegar ao terreiro, vá pensando nas suas prioridades. Durante a abertura dos trabalhos concentre-se e reflita sobre o que você almeja e o que realmente você foi fazer lá. Na frente do guia, sabemos que muitas vezes dá o “branco” e nem sabemos direito o que falar, mas se já é difícil pra gente imagina para o guia entender o que passa dentro da nossa cabeça, tendo ainda o médium como intermediário. Não duvido da capacidade da entidade, porém, se podemos facilitar, pra quê complicar? Uma boa consulta não é aquela que demora horas e sim aquela que é objetiva.

2) Carregue somente sua cruz – Estamos sempre pensando nos outros, nos nossos familiares, amigos ou mesmo inimigos. Concentre-se em você. Não, isso não é egoísmo, é um caminho para solução dos problemas, primeiro porque você não interfere no livre arbítrio de terceiros e segundo porque é você quem está lá e não os outros. Sei que pode parecer cruel “deixar de pensar nas pessoas” mas não dá para tirar os outros do buraco se você ainda estiver dentro dele. O máximo que vai acontecer, é os outros subirem sobre você para tentarem sair do buraco. De forma prática, acenda somente suas velas, prepare somente seus banhos, faça somente suas orações e trabalhe seu íntimo. Nem precisa dizer que trocar informações sobre sua consulta com o próximo é tão idiota quanto usar a receita médica de outro paciente para curar a sua doença. Não sejamos hipócritas, se um quinto das pessoas realmente pensasse e agisse em prol do próximo nossa sociedade seria outra.

3) Vista-se adequadamente – Grande parte da população normal usa trajes de acordo com a situação ou ocasião. No matrimônio utilizam-se roupas de casamento, para nadar utilizam-se trajes de banho e é assim para o trabalho, para dormir, para passear no parque ou praticar esportes. Seguindo o mesmo raciocínio seria natural ir ao templo religioso com roupas adequadas para isso, ou seja, claras e sem decotes. Sim, vivemos num país predominantemente tropical e o calor beira ao absurdo, mas nada impede você de levar uma camiseta branca na sua bolsa ou mala e vesti-la instantes antes do atendimento. Não fique preocupado se essa camiseta extra combina com o restante de seu traje, o atendimento é para o espírito e não para a etiqueta da vestimenta. Terreiro não é passarela ou lugar de “azaração”.

4) Não seja curioso – Durante o atendimento procure prestar o máximo de atenção no que está sendo dito para você. Não tente escutar conversas de outras consultas e nem fique olhando para o que acontece do lado, mesmo que seja um descarrego daqueles “bem barulhentos”. Quanto mais atenção você prestar no guia que está falando com você mais rápida e eficiente será sua consulta, você terá menos dúvidas e, de quebra, você não leva pra casa carga dos outros consulentes devido ao merecimento por ser xereta.

5) Se você não puder fazer os banhos, defumações, oferendas e tudo mais, diga logo ao guia. Ele não vai ficar ofendido. Juntos vocês vão buscar outras alternativas viáveis. Agora se você se comprometeu a fazer o que lhe foi proposto então FAÇA e FAÇA DIREITO. Tudo que lhe é passado para fazer em um atendimento, tem um propósito, um objetivo e muito provavelmente tem prazo de validade. Não dá para fazer neste carnaval o que foi pedido na Páscoa do ano passado. Ah, e tem outra… não fazer e falar que fez é tão infantil quanto dizer que estudou pra prova e na hora H ganhar aquele zero. Mais cedo ou mais tarde a verdade aparece e quem sofre as maiores consequências é você e as pessoas que gostam realmente de você.

6) Vibre sempre energias positivas – O número da sua ficha de atendimento é 80 e ainda estão chamando o número 10? Parabéns! Isso significa que você terá mais tempo para refletir e pensar em como melhorar sua vida rezando num templo religioso! Reclamar, ficar levantando para fazer nada, cochichar e falar sobre futilidades é um grande favor que você faz ao baixo astral. Sim, toda energia trabalhada tem que fluir para algum lugar e graças à lei da afinidade você pode entrar no terreiro com um probleminha e sair com 80 novos problemões. Seja esperto, vibre sempre energias positivas, em silêncio e no seu quadrado.

7) Sua consulta terminou? Vá embora – Encontros sociais, conversas com parentes, discussões sobre política, religião e futebol ou mesmo matar saudade de conhecidos, são coisas para serem feitas em lugares mais apropriados como uma lanchonete, um churrasco de domingo ou mesmo lá na padaria ou no café do supermercado 24 horas. O baixo astral é persistente e age sempre na sutileza, portanto, quanto menos brechas você der melhor será pra você e para os guias que se esforçaram bastante para buscar soluções no seu atendimento. Faça por merecer!

Procure saber mais a respeito – Há quanto tempo você é assistido num terreiro? Muito? Parabéns de novo! Ou você está com medo de responsabilidade ou então está acomodado demais esperando os “banhos da semana”. Procure cursos, participe dos grupos de estudos, leia um bom livro, vá estudar! Entendendo mais sobre o assunto aumentam as chances de você fazer mais e melhor. Os problemas não vão acabar mas quanto mais desafios você superar nesta vida mais pleno ficará seu espírito e maior será sua contribuição para a evolução dos seres.

9) Contribua materialmente com seu terreiro – Todo terreiro usa velas, pembas, ervas e artigos de charutaria. Todo estabelecimento consome água e utiliza energia elétrica. Todo local com muita gente precisa ser limpo também na matéria e para isso são utilizados vassouras, panos e produtos de limpeza. O trabalho espiritual acontece num local físico que precisa ser mantido em ordem para a boa continuidade dos trabalhos. Converse com os responsáveis pelo seu terreiro e veja como você pode contribuir mesmo que esporadicamente. Ao ver uma caixa de doações não finja que não viu. Não importa o valor e sim sua boa vontade e compreensão de que o trabalho espiritual é grandioso e deve alcançar seu irmão, o seu próximo.

10) Não visite – Se você está procurando um terreiro por curiosidade, pra ver como é ou pra ver “se é bom”, por favor, não perca seu tempo. O trabalho espiritual é voltado para quem realmente precisa, tem fé, acredita, trabalha, tem paciência e a compreensão de que tudo que acontece na vida é por puro merecimento. Quer resultados rápidos, amarrações e garantias? Procure por telefones nos postes da sua cidade, com certeza tem alguém vendendo o que você procura … só não vá falar que isso é Umbanda ou trabalho religioso porque respeito é o mínimo que um ser humano deve ter.

11) Confie em você mesmo e tenha fé – ninguém é obrigado a ficar em um terreiro onde não se sinta bem, mas ficar indo em vários terreiros ao mesmo tempo é igual a iniciar o tratamento de uma doença em diversos médicos simultaneamente: além de gastar tempo e dinheiro seu corpo sofre com medicamentos diferentes. Terreiro não é hotel cuja classificação se faz por estrelas. É preciso ter fé, acreditar, ser racional e paciente, portanto confie na sua escolha, analise e seja crítico consigo mesmo para não perder o seu tempo, o tempo dos médiuns e o tempo dos guias. Ir em 7 terreiros diferentes na mesma semana significa que você, no mínimo, ocupou o lugar de outros 6 irmãos que precisam de consulta. Não seja egoísta.

Precisamos sair da passividade e assumir uma postura mais centrada e inteligente para fazer da nossa Umbanda uma religião de respeito. Clareza e verdade é bom pra todo mundo e disciplina, ao contrário do que muita gente pensa, não é escravidão, é liberdade!

Axé Irmãos!

A linha dos cangaceiros

linha dos cangaceiros

Esta linha de trabalho atua na Umbanda como força protetora e amparadora de todos aqueles que são fracos e vivem algum tipo de necessidade extrema, auxiliam na proteção da casa, no equilíbrio e harmonia dos trabalhos, podem dar consultas, atuar nas ações de descarrego e desobsessão, entre tantas outras formas de atuação e manifestação. A sua especialidade é a doutrinação e recolhimento de quiumbas e o desmanche de magias e trabalhos negativos. São muito aguerridos, na maioria das vezes apresentam-se de forma brusca e rude, mas são muito amorosos e amigáveis. Devemos lembrar que todas as linhas de trabalho são amparadas por uma hierarquia divina que está sempre ligada a um Orixá Regente. Inicialmente, estão sendo associados às irradiações do Pai Omulú e da Mãe Nana, mas podem ter campos de atuação em todas as 7 irradiações divinas. Os Cangaceiros são espíritos em evolução assim como nós e que receberam a oportunidade de atuar no plano espiritual dentro de uma religião que não discrimina e nem julga as pessoas pelo que elas foram e viveram. Deus sempre dá a todos nós uma nova oportunidade, esta linha de trabalho certamente é um dos instrumentos de nosso PAI para ajudar nossos irmãos em suas caminhadas. Quem sabe assim eles podem ajudar a resgatar e encaminhar cada uma das pessoas a quem eles possam ter causado algum mal! Vamos estender as mãos e dar esta oportunidade de trabalho aos nossos irmãos e a nós mesmos, pois também temos muito o que aprender com eles.
Nomes de alguns Cangaceiros mais conhecidos: Zé do Cangaço, Severino, Maria do Cangaço, Cangaceira 7 Lagoas, Maria Bonita, Chiquinho Cangaceiro, Corisco, entre outros.

Aos egoístas, vaidosos e orgulhosos

egoistas

O desequilibrado mental e emocional, encontra como calço para seus pés incautos e insensíveis, os que ele tem como mendigos do saber de algo a mais. E ele débil cidadão, através do impor condições, sobrevive apenas mais e mais ansioso por aplausos viciados pelos apegos do ego agressivo; tendo como suporte para o poder, a avantajada vaidade em legítima tentativa de se sobrepor aos seus semelhantes ante as suas análises petrificadas com os seus modos e formas vivenciais, não menos mecânicas e repetitivas, o desleixar da vida alheia.

Eis que o ser mentalmente e emocionalmente desequilibrado, vive em procura sequiosa de perceber-se ao menos em paz pelo amor próprio a si mesmo, que de longe não consegue sustentar no meio que vive. Assegurando-se que só os outros lhe vejam com pena. Postura muitas das vezes replicada aos montes por pessoas ardilosas e não menos frias por dentro. A mesmice dos que se sentem vitimizados é lamentável, infelizmente, são miseráveis de si mesmos!

Eis aqui uma das situações dos alienados pela vaidade, orgulho e egoísmo, que não sente e auto-consente por si próprio na própria paz.

Espírito Guardiã Exu Rosa Caveira.

Psicografia médium: Edson Rosa Rosa

MENSAGEM da SENHORA POMBAGIRA ROSA CAVEIRA

pombagira rosa caveira

Um dia uma moça me procurou e perguntou meu nome. Eu disse: ―Sou Rosa Caveira. Ela respondeu: ―Credo! E eu: ―Credo por quê? Qual o motivo? ―Esquisito…, tornou ela.
Bom, para quem não me conhece, vou explicar esse nome.
Sou Rosa Caveira.
Trabalho pela Rosa do Amor da Vida, trazendo a Caveira da Morte para tudo aquilo que pretenda matar o amor.
Não sou dona da Rosa e nem da Caveira. Sou apenas filha e servidora, por devoção. Do meu jeito, do jeito que posso.
A Rosa é símbolo da Mãe da Compaixão.
A Caveira é símbolo do Pai da Vida.
A Rosa é o Amor Divino que não morre nunca.
A Caveira só mostra e recolhe o que não pertence ao Amor, para restaurar a Vida. Pois sem Amor não há Vida.
Trago a Rosa para dar Vida a quem desaprendeu a amar.
Trago a Caveira para recolher o sentimento de amor que secou no coração humano.
Se você olha para uma rosa, nem sempre lembra que a raiz dela está na terra. E a terra precisa de qualidade para manter essa vida. O que sustenta a flor não é visível ao olho comum. E o que pode estar matando a flor também não.
Quem secou por dentro do coração deixou de viver. Ninguém vê, mas está acontecendo. Então eu trago a Caveira para recolher essa dor, essa “morte em vida”. E trago a Rosa para renascer aquele coração.
Sou Rosa Caveira. E só. Ajudo como posso, para que mais e mais corações estejam vivos. E para que todos compreendam que Morte é renascimento, e nunca é fim.
O tecido que adoece precisa ser removido, para que um novo surja e o todo se mantenha vivo. Tudo trabalha para que o Amor permaneça, pois Ele é Fonte de Vida.
Nenhuma dor vem sozinha. Ela traz consigo a força da reparação.
É isso que faço: trago caminhos de reparação para as dores do coração, para que todos tenham Vida.
Receba da minha Rosa o Amor, a cor, o perfume, a luz. Desperte no seu coração o gosto pela Vida, que nasce alimentado pelo Perdão, pela Compaixão e a Misericórdia de Deus.
Entregue para a minha Caveira tudo aquilo que vem consumindo o seu coração: a mágoa, o ressentimento, a revolta, o desamor, o desespero, a falta de confiança e o desrespeito por si mesmo, os pensamentos de vingança, tudo.
E não queira amarrar ninguém ao seu lado! Porque o amor não se impõe, ele só abraça, acarinha e dá Vida. Desista desse crime, porque o olho que tudo vê é também o Pai da Liberdade.
Limpe a taça do seu coração do fel do desejo de posse a qualquer preço. Alimente-o com o mel da Mãe da Compaixão, para ter também o amparo do Pai da Vida.
Escolha se quer estar vivo ou se pretende ser um morto-vivo.
Sua alma não morrerá nunca. Mas os seus sentimentos podem adoecer e secar. Não permita. Cultive rosas no seu coração e encontrará perfume em todos os caminhos por onde passar.
Aceite a Rosa que lhe ofereço.
A Caveira não lhe posso dar. Sem ela eu não teria como lhe ajudar a se tornar, para todo o sempre, uma filha ou um filho devoto da Rosa Maior.
Aceite a Rosa do Amor e cultive-a no coração. Foi ela quem me salvou quando eu andava perdida na escuridão, buscando morrer, sem saber que as almas não morrem jamais.
Por isso me tornei uma servidora da Rosa e uma portadora da Caveira.
Esta Caveira só faz por nos lembrar que “morte” é ilusão, pois o que existe é a Eternidade da Vida.
Então, aproveite! Reaqueça seu coração de amor e viva a eternidade desde já.

O Caboclo da família dos Penas

Caboclos Pena

Existem os Caboclos Pena e dentro dessa falange existem várias caboclos separados conforme cores:

– Caboclo Pena Branca

– Caboclo Pena Verde

– Caboclo Pena Azul

– Caboclo Pena Vermelha

– Caboclo Pena Dourada

– Caboclo Pena Roxa

– Caboclo Pena Preta

Todos são Caboclos de Oxóssi e suas cores não limitam seus domínios, só dão indícios de onde atuam.

Branco = Universal, composto de todas as cores.

Verde = Cura

Azul = Proteção

Vermelha = Justiça

Dourada = Elevação Espiritual

Roxa = Espiritualidade e Moral. Busca interior.

Preta = Magia, muita magia!

Mas conheci já um integrante da família dos Pena Branca que trabalhava com cirurgia espiritual na ponta do punhal! Pior, choquem-se!! Era uma CABOCLA PENA-BRANCA! Uma das médiuns mais fantásticas que conheci e totalmente ilibada na conduta espiritual a recebia para os trabalhos. Conheço-a muitooooooo bem e inclusive é a minha “mãe” espiritual. (Tá, sou suspeito pra falar…)

Isso é só para mostrar que o Willy tava certo e que há mais mistérios entre o céu e a terra do que desconfia nossa vã filosofia.

Tranca Rua de Embaré

Tranca Rua de Embaré

Para falar deste Exu quase desconhecido, temos de nos reportar a Santo Antônio.

Santo Antônio, nascido Fernando, teve uma infância comum em Lisboa, mas sempre ao seu redor ocorriam coisas sobrenaturais, como pássaros revoando nos recintos sob suas ordens. Na juventude, encontrou-se com frades franciscanos que esmolavam para ir até Marrocos. Ao saber que tais frades haviam sido barbaramente chacinados pelos muçulmanos, resolveu aderir à Ordem franciscana e ir até Marrocos, disposto a tornar-se mártir também. Lá chegando, não conseguiu seu intento, pois adoeceu e teve de voltar. No caminho de volta, o “destino” o fez encontrar-se pessoalmente com Francisco de Assis, e assim tornou-se um dos maiores divulgadores dos pensamentos de Francisco, levando uma vida de pobreza, generosidade e profunda reflexão. Efetuou curas e milagres e assim tornou-se ao final da vida, em Pádua, aquele que depois foi considerado santo.

O Visconde de Embaré, devoto de Santo Antonio, construiu a igreja de Santo Antonio de Pádua, construção esta que teve sua obra suspensa por conta da guerra. Posteriormente, finalizaram e a mesma se tornou Basílica, com afrescos representando a vida de Antônio de Pádua.

Conta-se que no Brasil, os escravos sincretizavam os santos católicos, participando das festas, mas na verdade aproveitavam estes festejos para reverenciar seus Orixás secretamente. Como nas festas de Santo Antonio sempre havia fogueiras, pelo fogo associaram Santo Antonio a Exu, e assim até hoje, a Umbanda cultua Santo Antonio como o representante maior dos Exus. Algumas imagens de Santo Antonio o representam com um lírio na mão direita, significando pureza e uma chama de fogo na mão esquerda,simbolizando a caridade.

Esta conexão de Santo Antônio e a família Embaré, pode talvez nos levar ao senhor Tranca Rua de Embaré, e como todos os guardiões, faz a conexão entre o mundo espiritual e o físico, trazendo as características de seriedade, reflexão, intelectualidade, fraternidade e rigor que permeava a personalidade de Santo Antônio.

Ao estudar a história do mundo, podemos notar que Santo Antonio foi atraído em seu tempo por movimentos que eram contrários a toda linha de pensamento católico. Inicialmente,foi um sacerdote Agostiniano, mas posteriormente aderiu à Ordem Franciscana. Como já vimos, impressionou-se com os mulçumanos, e sabemos que centenas de anos depois, os negros malês, mulçumanos de origem africana que foram também escravizados, trouxeram seus conhecimentos milenares do antigo Oriente, sua magia, que foi absorvida na formação do candomblé brasileiro, o que também ocorre nas linhas de Umbanda cruzada.

Posteriormente, Antônio de Pádua, ou Antonio de Lisboa, deparou-se com a filosofia dos cátaros ou albigenses, que incomodavam tanto a igreja católica, que contra eles foi organizada a 3ª Cruzada, que os levou à destruição total, por volta do ano de 1240. Não sabemos quanto de influencia o pensamento cátaro conturbou os pensamento de Antônio, que na época tentava a sua maneira demovê-los de suas ideias. Os cátaros abominavam a corrupção que imperava na igreja naqueles dias, e voltavam seus estudos apenas para as escrituras dos primeiros apóstolos, não aceitando os dogmas do batismo, comunhão, eucaristia e tinham suas ideias próprias sobre casamento. Acreditavam que o homem já nascia com aptidão para o mal, e tentavam combatê-lo com boas ações e pensamentos, e este pensamento rebelde para a época, decretou sua pena de morte. Na época, Antônio de Pádua tentou trazê-los de volta aos preceitos católicos, sem êxito. Porém, na espiritualidade ele deve ter constatado as infâmias que os religiosos praticavam em nome de Deus, e já como espírito, por certo começou a ter a dimensão do Bem e do Mal verdadeiro.

O que podemos comentar, é que embora não saibamos muito sobre o Senhor Tranca Rua de Embaré, podemos nos lembrar de Santo Antonio homenageado pelo Visconde de Embaré, que tentou imortalizar a história e a obra de Santo Antonio, e nos reportar à vida deste santo, no ponto de vista de alguém que muito aprendeu, e que provavelmente no mundo espiritual, seu espírito antigo conseguiu compreender que as diversas formas de encontrar Deus não são melhores ou piores, e sim deve-se agregar o conhecimento das inúmeras fontes de conhecimento, pois todas elas levam ao Pai. Além deste enorme saber, agora, como espírito ascensionado, ele continua atuando, espalhando a Caridade, a Responsabilidade, a Firmeza de Caráter, e tem como seus seguidores estes espíritos que lutam por nós e para nós conduzindo a Chama de Luz entre os mundos.

Então, da mesma forma, devemos prosseguir, convivendo com as diferentes crenças, caminhos e situações, mas pautando no exemplo daqueles que venceram, dentro das imperfeições mundanas o preconceito, a ganância, a ignorância da Verdade.

Exu não nos quer santos, mas ativos dentro da energia de vida que cada um recebe, utilizando seu tempo na Terra para aprender, conhecer e entender, seja através dos livros, seja através da experiência própria, os vários caminhos que existem, e através do aprendizado, muitas vezes através do fogo do sofrimento, vamos nos moldando, transmutando na alquimia da Existência, para galgar, como eles, os inumeráveis degraus da Verdadeira Vida.
Exu quer compreensão, quer percepção do Certo e do Errado, quer que cada um de nós siga construindo sempre, edificando boas obras para que outros sejam beneficiados. Exu não quer lamentações, nem admite oportunismos, mas sempre que precisar, pode pedir a Exu a coragem e proteção necessárias para uma vida que não seja em branco, que tenha um objetivo, uma função, um significado.

Laroyê, Exu! – és o mensageiro!
Exu é Mojubá – meus respeitos, eu te saúdo Exu!

 

ORAÇÃO AO SENHOR TRANCA RUA DE EMBARÉ

Exu Tranca Rua Oração
Agô!
Reverência a vós, que é mistério sagrado da criação, é manifestação divina, peço que possa se manifestar entre nós conforme nosso merecimento, com seu poder, com sua força e magnitude, pelo caminho tribal que emana de vós, pelo caminho só vós conheces, pela força que só a vós pertence, força que você pertence, e pelo poder de trancar a vós concedido eu lhe peço
Que as barreiras que habitam em mim sejam trancadas.
Que o ouvido e sentimentos impuros que emanam de minha alma sejam bloqueados.
Quaisquer falsidades que emanam de mim sejam trancadas.
Que o rancor e a miséria que vive em meu coração sejam trancadas
Que a dissolução e superficialidades que nasçam de minhas palavras sejam obliteradas.
Que o egoísmo e a maldade que transcendam em minha mente sejam bloqueadas.
Que a palavra feia da minha boca e os pensamentos da minha cabeça contra o próximo, sejam trancadas .
Que a capacidade que os meus olhos têm de amaldiçoar e destruir, seja trancada .
E assim, a fonte primária de toda a criação, transcenda a tudo isso , e que através de sua essência mágica:
Destranque todas as portas do meu caminho
Destranque todas as passagens do meu dia
Destranque todas prosperidade materiais e espirituais .
Destranque o meu coração das amarguras .
Destranque o meu sustento todos os dias.
Destranque o meu corpo espiritual e o meu corpo material da agonia, do desespero que se escondem em cada noite
Destranque o meu trabalho, meus negócios e meu lar.
Destranque meus martírios familiares.
Destranque os meus olhos para as maravilhas do mundo espiritual.
Destranque a minha liberdade .
Pois és Força Sagrada do Divino Criador e portador supremo da vitalidade!
Salve misterioso Senhor Tranca Rua de Embaré!
Laroiê !

 Alex de Oxóssi

Povo de Aruanda

 

Recado de Seu Zé Pilintra sobre Ponto Riscado

ponto riscado

Qual é o seu ponto riscado? Quais são os símbolos deixados na sua estrada pela pemba, dos seus atos?

Tudo começa na mão, num único ponto que vai desenhando a sua trajetória, indicando a falange que você representa, contando as flechas da sua banda, se ela se une com os outros numa única banda ou se separa caminhos.

Daí, suas mãos desenham o círculo que representa o seu compromisso com o Infinito em começar e terminar tudo aquilo que você se propôs a fazer.

Por fim, em cada canto de seu ponto riscado, uma luz é acesa, e dentro de cada luz, há uma chave de entendimento que guia a nossa jornada nessa terra da gente da matéria.

Agora deixando as gentilezas e blá, blá blas..
Vou ser direto no assunto…..
Parem com essa vaidade de riscar ponto, pro outro achar que vcs estão realmente incorporados.
Riscam qualquer coisa, chamam coisas que não devem. E ainda me dão um trabalho dos diabos pra limpar vocês.
É você aí, que inventa ponto riscado!!!
É pra você que não tem responsabilidade, com sua casa, com o Universo e principalmente com VOCÊ…
Pense em quantas energias você manipula quando risca um ponto de imantação.. Pensem, pensem, pensem…..
Ando chateado com certos filhos meus e deixo esse apelo pra pensar…
Assinado Seu Zé Pilintra das Almas
Pela Médium Bella Zingara

Limpe as Más Energias com o Perfume Alfazema

Vamos aprender a se cuidar espiritualmente com o perfume mais antigo e que talvez hoje muitos tenham esquecido do eterno Seiva de Alfazema. Ah ainda lembro-me que minha avó usava muito e nos dizia que limpava e protegia.  É de extrema importância para pessoas que se contaminam energeticamente e pode ser aplicada ao banho de chuveiro (banho de cheiro), na limpeza da casa ou empresa, perceba que os ambientes onde vivemos são prolongamentos do nosso próprio corpo, por isso os cuidados são tão necessários.

Fazem 4 anos que o Perfume Alfazema tem sido minha essência protetora, principalmente na hora de dormir, pois tenho uma sensação de leveza e o cheiro me faz lembrar a infância, a pureza da criança e assim meu corpo repousa em paz e meu espírito fica acalentado pelos meus protetores, essa é a minha sensação, pena não lembrar de usar todos os dias, mas talvez seja parte da nossa evolução, não podemos sempre está na defesa, temos trabalhos e outras coisas que com o tempo irei postando, pois como vocês podem ver, é amplo e requer todo cuidado…

Vamos ao uso da nossa querida Seiva de Alfazema

Onde você acha que seja o seu maior Templo?

Para quem respondeu casa acertou em cheio, vamos começar por ela…

Casa

Limpe bem sua casa como sempre faz, varra de dentro para fora, depois prepare a água e um punhado de sal grosso e no mesmo segmento que você varreu a casa, borrife pela casa toda uma mistura de água com uma colher de sopa de amoníaco(queima todos os miasmas negativos), use também um incenso 7 ervas, em todos os cômodos da casa, depois passe a água de cheiro de fora para dentro,  nessa água você dilui 3 colheres de sopa do perfume alfazema, se caso preferir usar o seu desinfetante comum pode,mas borrife água misturada com alfazema, seu ambiente estará com uma energia calma e purificada. Faço isso 1 vez por semana e acrescente sempre uma oração quando estiver fazendo essa limpeza.

Banho Energético

Um banho fácil e prático, mas que tem um poder muito forte sobre a nossa energia, vamos deixar o banho já preparado e depois levá-los para o banheiro, comece colocando em uma bacia uma quantidade boa de água que banhe todo o seu corpo com um punhado de sal grosso, depois o banho de cheiro, a mesma quantidade de água com uma tampinha de perfume.

Já com tudo pronto no banheiro, tome seu banho normalmente( sabonete, xampu…), terminado,banhe-se do pescoço para baixo com essa salmoura, com muita intenção, jogando para o ralo toda a impregnação energética que possa estar no seu campo áurico. Após a limpeza do sal sua aura ficará limpa. É preciso repor a boa energia e expandir a aura, tome o banho da água misturada com a alfazema, pode começar pela cabeça, não enxágua mais, deixa secar um pouco e coloque uma roupa clara, faço esse banho a noite para dormir e pelo tempo.

Faça, tenho certeza que vai sentir uma diferença muito grande e sentirá mais leve!!!

Sentiu a densidade no ambiente ou não esteja se sentindo bem( sem energia), não pense duas vezes, energia negativa existe, então cuide-se e sempre com intensão, fé e sintonize na melhor estação: Deus.

http://www.camilazivit.com.br/limpe-mas-energias-com-o-perfume-alfazema/

 

O poder do Sal Grosso

Há cerca de 5.000 anos as civilizações babilônicas, egípcias, pré-colombianas e chinesas já usavam o sal. Escasso, ele era vendido a preço de ouro. O que poucos sabem é que a origem da palavra salário, veio do costume romano de pagar seus soldados com sal.

Além da economia, o sal também tem uma importância cultural e religiosa. Ele é usado há muito tempo no xintoísmo para purificar coisas. Os budistas usam sal para afastar o mal.

Em tradições judaico-cristãs, o sal era usado para purificar pessoas e objetos, como oferenda e para assinar declarações. Em várias culturas, acredita-se que o sal tem o poder de afastar espíritos densos e as energias negativas. Por essa razão era oferecido aos deuses para afastar os demônios e muitos sacerdotes utilizavam-no nos rituais e nas cerimônias mágicas.

Os árabes citam recomendações de Maomé para: “começar pelo sal e terminar com o sal; porque o sal cura numerosos males”. Também é considerado símbolo da incorruptibilidade – pois é a marca da eternidade e da pureza, porque jamais apodrece ou se corrompe. É também símbolo da lealdade – como pode ser visto na Bíblia.

EXPANDE A AURA – Largamente utilizado pelos esotéricos, o sal é recomendado para a limpeza da aura, ou seja, o campo de luz que envolve o corpo humano. Quando a aura está saturada, o sal é o único composto que a recompõe rapidamente. Segundo o esoterismo, o banho de água e sal é excelente para expandir a aura.

Então, além de temperar nossas comidas e por muito tempo ter servido de um poderoso conservador de alimentos, o sal está envolvido em um misticismo que se conservou durante todos estes milênios e chegou até os nossos dias temperado com a modernidade e as demandas da contemporaneidade.

O sal é um cristal e por isso emite ondas eletromagnéticas que podem ser medidas pelos radiestesistas. Ele tem o mesmo cumprimento de onda da cor violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos. Visto do microscópio o sal bruto revela que é um cristal, formado por pequenos quadrados ou cubos achatados.

As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa. Por isso, colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha equilibra essas forças e deixa a casa mais leve.Para uma sala média, onde não circula muita gente, um copo de água com sal em dois cantos é suficiente. Em dois ou três dias já se percebe a diferença. Quando formam-se bolhas é hora de renovar a salmora.

A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é, as partículas de energia elétrica da atmosfera, e reequilibrar a energia dos ambientes. Principalmente em locais fechados, escuros ou mesmo antes de uma tempestade, esses íons têm efeito intensificador e podem provocar tensão e irritação.

A prática simples de purificação com água e sal deve ser feita à menor sensação de que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite no quarto, para que o sono não seja perturbado.

Banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura bem quente) têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Para quem mora longe da praia é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias.

Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, caboclos e caipiras costumam colocar uma fileira de sal na soleira da porta ou um copo de salmoura do lado esquerdo da entrada . “A mistura de sal com água ou álcool absorve tudo de ruim que está no ar, ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores entrem na casa.”

Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso para neutralizar eventual energia negativa de algum dos convidados, purificando a louça para o uso diário.

Tomar banho de água salgada com bicarbonato de sódio descarrega as energias ruins e é relaxante. O único cuidado é não molhar a cabeça, pois é aí que mora o nosso espírito e ele não deve ser neutralizado.

PROTEÇÃO DO LAR – Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na casa são: um copo de água e outro com sal. Usam sal marinho seco, num pires branco atrás da porta para puxar a energia negativa de quem entra. Também tomam banho com água salgada com ervas para renovar a energia interna e a vontade de viver.

No Japão, o sal é considerado poderoso purificar. Os japoneses mais tradicionais jogam sal todos os dias na soleira das portas e sempre que uma visita mal vinda vai embora. Símbolo de lealdade na luta de sumô. Os campeões jogam sal no ringue para que a luta transcorra com lealdade.

Há uma simpatia curiosa e antiga relacionada ao sal, praticada apenas na Zona Rural de Piracicaba (SP): quando se deseja que a chuva acabe logo, deve-se atirar com as mãos três punhados de sal comum contra qualquer parede da casa que esteja voltada para o Leste, que é onde nasce o Sol. A chuva cessa em poucos minutos.

No Oriente Médio, acredita-se que quando duas pessoas comem sal juntas, formam um vínculo. Por isso usa-se sal para selar um contrato

No Marrocos deita-se sal nos lugares escuros para espantar os maus espíritos.

Em Laos e Sião, as mulheres grávidas lavam-se diariamente com água e Sal, para proteger-se contra as maldições.

Nos países Nórdicos, coloca-se sal junto ao berço das crianças, para as proteger.

No Havaí, a pessoa que volta de um funeral polvilha sal sobre si mesma, para garantir que maus espíritos que rondassem o defunto não a acompanhem em casa.

O sal grosso é um composto produzido através da reagregação dos elementos sólidos da água do mar e possui em si todos os elementos encontrados no mar com exceção, é claro, da água que é evaporada através do calor.

SAL GROSSO DE UMBANDA – A diferença entre o sal grosso da casa de umbanda e o sal grosso que encontramos nos supermercados está justamente no processo de refinamento que o sal de churrasco ou de cozinha precisa passar para que sejam retirados os microorganismos orgânicos que para uso oral podem ser prejudicial, mas que para uso externo, como nos banhos de descarrego são colaboradores eficientes para arrastar as energias negativas até a terra.

Em uso ritualístico o sal é capaz de bloquear qualquer acumulo de energia negativa causadas por inveja, demanda e obsessores que se alojam em ambientes com trânsito intenso de pessoas, como no local de trabalho e sala de visitas dentro de nossas casas.

Vale lembrar que o sal grosso não descarrega as energias positivas, simplesmente transmuta as negativas e proporciona equilíbrio de energias. Portanto, o sal grosso deve ser usado até mesmo como um antecessor dos banhos atrativos e de imantação, já que possui propriedades que desbloqueiam o corpo e a aura para receberem energias benéficas através de outros elementos energizantes como os das ervas.

Uma das maiores vantagens do uso do sal grosso é a facilidade com que são preparados banhos de descarga para o corpo e até mesmo para lavagem e descarga dos ambientes. Com mais ou menos 200 gramas de sal grosso é possível preparar um poderoso banho de descarrego. Basta diluir esta quantidade de sal em 2 litros de água e banhar se do pescoço aos pés (o sal não é erva, portanto, não traz quizila com seu orixá). Se você adicionar algumas gotas de essência de alecrim neste banho poderá obter um pouco mais de energia graças ao aroma estimulante do alecrim.

Para os ambientes, o ideal é que se mantenha um recipiente de vidro com sal grosso e uma semente de olho de boi, que irá trabalhar juntamente com o sal na ratificação das energias maléficas, devendo ser trocado a cada sete dias. O sal grosso pode receber coloração através de anilina a base de água, tornando a sua proteção discreta e decorativa.

Já para se defender no dia-a-dia o ideal é que se mantenha dentro dos bolsos um saquinho, pode até ser de plástico, com a quantidade de uma colher de sopa rasa de sal grosso, neste caso, deve ser trocado a cada três dias.

Use esse poderoso aliado! É barato, fácil de encontrar e pode te ajudar em momentos de dificuldade energética e esgotamento.

http://www.almamistica.com.br/textos.asp?cod=1352&acao=ler